Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Informes > Agente ambiental que sobreviveu a desastre aéreo em julho recebe alta
Início do conteúdo da página

Agente ambiental que sobreviveu a desastre aéreo em julho recebe alta

Publicado: Terça, 26 de Setembro de 2017, 21h40 | Última atualização em Quarta, 27 de Setembro de 2017, 15h56
Lazlo recebe alta no Centro de Tratamento de Queimados do Hospital de Força Aérea do Galeão
Foto: Ibama
Foto: Ibama

Brasília (26/09/2017) - O agente ambiental federal Lazlo Macedo de Carvalho, de 44 anos, único sobrevivente do desastre aéreo que resultou na morte do piloto e de três servidores do Ibama em julho recebeu alta parcial nesta terça-feira (26/09). O analista ambiental estava internado no Centro de Tratamento de Queimados (CTQ) do Hospital de Força Aérea do Galeão (HFAG), na Ilha do Governador (RJ), desde 5 de julho. Lazlo deverá retornar ao CTQ duas vezes por semana para a troca de curativos.

Nesta segunda-feira (25/09), o servidor recebeu a visita do ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho. “Fiquei muito feliz de ver o Lazlo e sua recuperação. O trabalho dos fiscais do Ibama é fundamental para diminuir os índices de desmatamento. A sociedade reconhece isso e é profundamente grata a essa dedicação”, disse o ministro.

Lazlo chegou ao hospital com 39% do corpo queimado e fuligem na traqueia e nos pulmões. Em 84 dias, o quadro de saúde apresentou evolução suficiente para permitir que o servidor retorne para casa. “Tenho certeza de que muita gente fez bons pensamentos para que a recuperação acontecesse da forma mais breve possível. Eu só tenho a agradecer. Isso só faz cada vez mais eu gostar do que faço e ficar ansioso para voltar”, disse Lazlo a colegas do Ibama no momento em que recebia alta do hospital.

Em 03/07, avião fretado pelo Exército para operação conjunta com o Ibama na Terra Indígena Yanomami caiu logo após a decolagem no município de Cantá, em Roraima. O desastre resultou na morte do piloto Marcos Costa Jardim e dos agentes ambientais federais Olavo Perim Galvão, Alexandre Rochinski e Sebastião Lima Ferreira Júnior. Lazlo foi socorrido e levado para Hospital Geral de Roraima em estado grave. No dia seguinte, o servidor foi transferido pela Força Aérea Brasileira (FAB) para o CTQ do HFAG.

O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) apura as causas do acidente. O Exército abriu sindicância e a Polícia Federal (PF) instaurou inquérito.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 3316-1015
     

registrado em:
Fim do conteúdo da página