Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Informes > Nota sobre ataque criminoso contra o Ibama em Colniza (MT)
Início do conteúdo da página

Nota sobre ataque criminoso contra o Ibama em Colniza (MT)

Publicado: Quinta, 09 de Novembro de 2017, 19h57 | Última atualização em Sexta, 10 de Novembro de 2017, 15h52

Brasília (09/11/2017) - Um dia após o ataque criminoso contra uma caminhonete do Ibama no município de Colniza, no norte de Mato Grosso, um suspeito foi identificado, nesta quarta-feira (08/11). O incêndio da viatura, que estava estacionada no distrito de Guariba, ocorreu durante operações de fiscalização ambiental realizadas em unidades de conservação e terras indígenas do estado.

Foi o segundo ataque ao Instituto na Amazônia em menos de duas semanas. No dia 28, as sedes do Ibama e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) em Humaitá, no sul do Amazonas, foram destruídas por criminosos, durante operação de combate ao garimpo ilegal no Rio Madeira (AM e RO).

Em 7 de julho, um caminhão-cegonha com oito caminhonetes do Ibama foi incendiado em Cachoeira da Serra, distrito de Altamira (PA), perto da divida com Mato Grosso, na BR-163. O atentado ocorreu após operações de fiscalização que resultaram em redução de 54% do desmatamento no eixo da BR-163, segundo dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

"​Os locais onde ocorreram ​esses ataques ​são e continuarão sendo prioritários para a fiscalização​. Esse tipo de ação criminosa não obstará o trabalho do Ibama​", disse a presidente do Instituto, Suely Araújo. Os atentados são investigados pela Policia Federal (PF). Não houve feridos.

registrado em:
Fim do conteúdo da página