Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notas > Nota de Esclarecimento sobre operação de combate ao desmatamento da Amazônia em Rorainópolis (RR) - Atualizações
Início do conteúdo da página

Nota de Esclarecimento sobre operação de combate ao desmatamento da Amazônia em Rorainópolis (RR) - Atualizações

Publicado: Sábado, 01 de Fevereiro de 2020, 19h38 | Última atualização em Sábado, 01 de Fevereiro de 2020, 19h40

Brasília (01/02/2020) – Em relação à propagação de falsas notícias veiculadas na mídia sobre operação de combate ao desmatamento que resultou no óbito de um madeireiro ilegal (31/01) em Rorainópolis (RR), o Ibama esclarece que tal infortúnio ocorreu em decorrência da troca de tiros efetuada com membros da Polícia Militar de Roraima (Companhia Independente de Policiamento Ambiental – CIPA) em área de exploração ilegal de madeira.

O Relatório de Ocorrência Policial da PM-RR confirma que durante a incursão na mata, agentes do Ibama e policiais militares ambientais detectaram sinais de exploração recente, como ramais de arraste, pátios de estocagem, toras de alto valor comercial e tocos. Uma equipe de policiais militares, ao se aproximar de dois indivíduos, em flagrante de crime ambiental e de posse ilegal de arma longa, deu voz de prisão. Ambos se refugiaram na mata e abriram fogo contra os policiais, que reagiram. Ao adentrarem na mata, os policiais acharam um dos infratores baleado e imediatamente o levaram ao hospital, mas esse não resistiu aos ferimentos.

A equipe retornou ao local de exploração ilegal para obter mais informações sobre os envolvidos e apurar os danos ambientais. As características observadas no local indicam emprego de maquinário de grande porte no desmatamento e há indícios de que madeireiras da região ofereciam suporte para os ilícitos ambientais. O Ibama lamenta a morte do madeireiro, mas ressalta que os policiais militares tiveram que reagir à ação de disparos efetuados.

Nesse momento é fundamental evitar a dispersão de desinformação e deixar que as autoridades policiais (estaduais e federais) apurem o ocorrido.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
061 3316 1015

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página