Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Notícias 2017 > Ibama devolve à natureza araras e tucanos em GO
Início do conteúdo da página

Ibama devolve à natureza araras e tucanos em GO

Publicado: Quinta, 20 de Julho de 2017, 21h19 | Última atualização em Quinta, 14 de Setembro de 2017, 09h26
Arara devolvida à natureza em Aragoiânia (GO)
Foto: Ibama
Foto: Ibama

Brasília (20/07/2017) – O Ibama realizou a soltura de 14 araras-canindé (Ara ararauna) e 6 tucanos-toco (Ramphastus toco) na Fazenda Orgânica Vale do Tamanduá, na região de Cachoeirinha, em Aragoiânia (GO). A ação teve o apoio do Instituto Vida Livre, organização não governamental de Niterói (RJ).

O tratamento e a preparação necessários para retorno à natureza ocorreram no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama em Seropédica (RJ).

Segundo a veterinária e analista ambiental Taciana Sherlock, da Superintendência do Instituto no Rio de Janeiro, as aves precisam reaprender habilidades fundamentais para a sobrevivência antes de retornar à vida livre. “Não é só o vigor físico que os animais perdem no cativeiro. O processo de domesticação resultante da convivência prolongada com humanos compromete a capacidade de buscar alimento no ambiente selvagem e de reagir a situações de risco”, disse Sherlock.

Lara, uma das araras devolvida à natureza, havia sido apreendida ainda filhote pela polícia em Nova Iguaçu (RJ), em novembro de 2016. Ela foi tratada e passou a conviver com adultas para aprender o comportamento natural da espécie. No momento da soltura, foi uma das primeiras a deixar o viveiro e sobrevoar os arredores.

Nem todos os animais recebidos nos Cetas têm condições de voltar à natureza. Mutilações, idade avançada e alto grau de domesticação são fatores que impedem esse retorno. Alguns são entregues a criadouros ou usados em pesquisa, educação e treinamento. A escolha da destinação mais adequada só acontece após avaliação clínica, física e comportamental.

As araras e tucanos tratados no Rio de Janeiro foram transportadas para o Cetas de Goiânia e encaminhadas para soltura em Aragoiânia (GO). A Fazenda Orgânica Vale do Tamanduá é cadastrada no projeto Áreas de Soltura de Animais Silvestres (Asas) do Ibama e foi escolhido por ser um ambiente de ocorrência natural das espécies reabilitadas.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 3316-1015

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página