Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Notícias 2017 > Ibama devolve à natureza 140 papagaios em GO
Início do conteúdo da página

Ibama devolve à natureza 140 papagaios em GO

Publicado: Terça, 19 de Dezembro de 2017, 19h33 | Última atualização em Terça, 26 de Dezembro de 2017, 17h53
Papagaio devolvido à natureza pelo Cetas do Ibama em Goiás
Foto: Ibama
Foto: Ibama

Brasília (19/12/2017) – O Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama em Goiás programou para este mês a soltura de 140 papagaios em três áreas cadastradas no Projeto Asas (Áreas de Soltura de Animais Silvestres), iniciado no estado em 2008. Recebidos a partir de apreensões, resgates ou entregas voluntárias, os animais foram reabilitados nos Cetas de Alagoas, Ceará, Paraíba, Rio Grande do Norte e Sergipe. A devolução à natureza ocorre no Cerrado, área de ocorrência natural das espécies.

Na última sexta-feira (15/12), 35 papagaios (32 da espécie Amazona aestiva e três da espécie Amazona amazônica) foram soltos na fazenda Nossa Senhora Aparecida, em Hidrolândia (GO). A fazenda está cadastrada no projeto há dois anos e, em 2017, devolveu à natureza 447 animais, entre aves, répteis e mamíferos. O proprietário, Paulo Marçal, é professor de agronomia na Universidade Federal de Goiás (UFG) e parceiro do Cetas/GO no trabalho de reintrodução de diversas espécies em seus biomas de origem.

Segundo o analista ambiental Leo Caetano, as aves são estimuladas a voar nos viveiros para fortalecer a musculatura e formar grupos, até que estejam prontas para retornar ao seu habitat. “O papagaio-verdadeiro (papagaio-boiadeiro) e a curica (papagaio-do-mangue) estão entre as espécies mais procuradas pelos traficantes”, diz Caetano. Alguns dos animais recebidos pelo Cetas de Goiânia estavam há mais de uma década em cativeiro.

Os proprietários que aderem ao Projeto Asas podem desenvolver atividades turísticas e educativas de caráter ambiental. Em 2017, o Cetas/GO já recuperou e soltou 2.495 animais.

"Além de combater o tráfico, reabilitar animais mantidos ilegalmente em cativeiro e devolvê-los à natureza, o Ibama recompõe a biodiversidade nos estados", diz o analista ambiental Luiz Alfredo Baptista, responsável pelo Cetas/GO.

Em 1° de dezembro, 39 papagaios (33 da espécie Amazona aestiva e seis da espécie Amazona amazonica) foram soltos na Fazenda Eloy Camargo, em Jaraguá (GO).

Está prevista para este mês a soltura de 49 papagaios (Amazona aestiva) em Goiás. Outros 17, recebidos em Cetas da região nordeste, ainda precisam concluir a reabilitação antes de retornar à natureza.

 

Educação Ambiental

 

Em 22 de novembro, durante a conclusão de projeto de capacitação de professores e estudantes de escolas municipais de Jaraguá (GO), realizado pelo Núcleo de Educação Ambiental de Goiás, o Cetas/GO realizou a soltura de 36 aves reabilitadas:  29 periquitos-de-encontro-amarelo, 4 periquitos-rei, 2 maritacas e 1 jandaia-de-testa-vermelha.

O projeto de sensibilização nas escolas é desenvolvido em etapas. “Primeiramente são elaborados questionários que identificam o nível de compreensão dos estudantes sobre a fauna silvestre. Em seguida, a fase de intervenção é marcada por trabalhos práticos, que propiciam o contato com a realidade dos animais”, diz a analista ambiental Ana Carolina Dias, do Núcleo de Educação Ambiental de Goiás.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 3316-1015

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página