Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Notícias 2017 > Ibama apreende 2,3 mil pneus usados importados ilegalmente do Paraguai
Início do conteúdo da página

Ibama apreende 2,3 mil pneus usados importados ilegalmente do Paraguai

Publicado: Sexta, 12 de Janeiro de 2018, 18h46 | Última atualização em Sexta, 12 de Janeiro de 2018, 18h52
Agente do Ibama vistoria carga de pneus usados importados do Paraguai
Foto: Ibama
Foto: Ibama

Brasília (12/01/2018) – Agentes do Ibama apreenderam nesta quarta-feira (10/11) cerca de 2,3 mil pneus usados importados ilegalmente do Paraguai. O caminhão que transportava a mercadoria de Ponta Porã (MS) para Mogi Mirim (SP) foi abordado após alerta emitido pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na BR-262. Os responsáveis pela venda, compra e transporte da carga receberam multas que totalizam R$ 2,7 milhões.

Fabricados em países como China, Turquia, Alemanha e Taiwan, entre outros, os pneus entraram no país pela fronteira seca com o Paraguai.

A importação de pneus usados é proibida, com base no artigo 70 do Decreto Federal 6.514 de 22/07/2008, que estabelece multa de R$ 400,00 por unidade. A mesma punição é aplicada a quem comercializa, transporta, armazena, guarda ou mantém em depósito pneu usado ou reformado, importado nessas condições.

A carga e o caminhão apreendidos pelo Ibama estão depositados no Pátio da Polícia Federal (PF) em Três Lagoas (MS). Os estabelecimentos responsáveis pela venda e pela compra da mercadoria não possuem inscrição no Cadastro Técnico Federal (CTF) do Ibama, registro obrigatório para pessoas e empresas que realizam atividades sujeitas a controle ambiental.

A extensa fronteira seca com o Paraguai facilita o contrabando de pneus usados. “Esses produtos não apresentam especificações técnicas adequadas para uso no país. Parte dos pneus apreendidos era projetada para uso na neve”, diz a chefe da Divisão Técnico-Ambiental do Ibama em Mato Grosso do Sul, Joanice Battilani. Segundo ela, os pneus são reformados e vendidos clandestinamente no varejo por valores inferiores aos de mercado. Por ter uma vida útil curta, são descartados de forma irregular e causam danos à saúde pública e ao meio ambiente. “É um passivo ambiental de outro país que está sendo transferido para o Brasil.”

A importação de pneus novos é permitida pela Resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama) n° 416, de 2009, mas os importadores são obrigados a coletar e dar destinação adequada aos pneus que não tenham mais condições de uso.

 

Assessoria de Comunicação do Ibama
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
(61) 3316-1015


registrado em: ,
Fim do conteúdo da página