Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Recuperação ambiental > Rompimento da Barragem de Fundão - Desastre da Samarco > Documentos relacionados ao desastre da Samarco em Mariana/MG
Início do conteúdo da página

Rompimento da Barragem de Fundão: Documentos relacionados ao desastre da Samarco em Mariana/MG

Publicado: Quarta, 16 de Março de 2016, 13h42 | Última atualização em Terça, 08 de Agosto de 2017, 15h24

Em 5 de novembro de 2015 ocorreu o rompimento da barragem de Fundão, da mineradora Samarco, em Mariana (MG), o maior desastre socioambiental do país no setor de mineração, com o lançamento de 34 milhões de metros cúbicos de rejeitos no meio ambiente. Os poluentes ultrapassaram a barragem de Santarém, percorrendo 55 km no rio Gualaxo do Norte até o rio do Carmo, e outros 22 km até o rio Doce. A onda de rejeitos, composta principalmente por óxido de ferro e sílica, soterrou o subdistrito de Bento Rodrigues e deixou um rastro de destruição até o litoral do Espírito Santo, percorrendo 663,2 km de cursos d'água.

Laudo Técnico Preliminar, concluído em 26 de novembro de 2015, aponta que “o nível de impacto foi tão profundo e perverso ao longo de diversos estratos ecológicos que é impossível estimar um prazo de retorno da fauna ao local”. O desastre causou a destruição de 1.469 hectares, incluindo Áreas de Preservação Permanente (APPs).

Dezenove pessoas morreram na tragédia. Foram identificados ao longo do trecho atingido diversos danos socioambientais: isolamento de áreas habitadas; desalojamento de comunidades pela destruição de moradias e estruturas urbanas; fragmentação de habitats; destruição de áreas de preservação permanente e vegetação nativa; mortandade de animais domésticos, silvestres e de produção; restrições à pesca; dizimação de fauna aquática silvestre em período de defeso; dificuldade de geração de energia elétrica pelas usinas atingidas; alteração na qualidade e quantidade de água; e sensação de perigo e desamparo da população em diversos níveis.

A força do volume de rejeitos lançado com o rompimento da barragem também pode ter revolvido e colocado novamente em suspensão os sedimentos de fundo dos cursos d'água afetados, que pelo histórico de uso e relatos na literatura já continham metais pesados.

Controlada pela Vale e pela BHP Billiton, a Samarco foi notificada 73 vezes e recebeu 24 autos de infração do Ibama até o momento. O Ibama acompanha a evolução do desastre em campo desde o dia 06/11/2015 e reúne nesta página todos os documentos relacionados à tragédia.

 
Autos de Infração
Laudos Técnicos
Relatórios
Pareceres
Notificações
Mapas de monitoramento da pluma na foz do Rio Doce
Mapas da área de proibição da pesca
Levantamentos de imagens aéreas
Notas Técnicas
Informações Técnicas
• Expedição Navio Soloncy Moura
Comitê Interfederativo (CIF)

 


Autos de Infração

2017

2016

2015

Voltar para o topo


Laudos Técnicos

Novembro de 2015 - Laudo Técnico Preliminar de 26/11/2015 (PDF, 41.6 MB)

Voltar para o topo


Relatórios

2017

2016

Voltar para o topo


Pareceres

Voltar para o topo


Notificações

2017

2016

2015

Voltar para o topo


Mapas de monitoramento da pluma na foz do Rio Doce

2017

2017 / 2015

Consolidação dos mapas gerados de 03/12/2015 a 03/02/2017 (PDF, 492 KB)

2016 / 2015

Um ano de monitoramento da pluma na foz do Rio Doce - 2015 a 2016 (GIF - Time lapse)
Um ano de monitoramento da pluma na foz do Rio Doce - 2015 a 2016 (PDF, 25.5 MB)

2016

Voltar para o topo


Mapas da área de proibição da pesca

Junho de 2016 - Mapas da área de proibição da pesca (PDF, 265 KB)

Fevereiro de 2016 - Mapas da área de proibição da pesca (PDF, 399 KB)

Voltar para o topo


Levantamentos de imagens aéreas

Dezembro de 2015 - Levantamento de imagens aéreas divulgado em 10/12/2015

Voltar para o topo


Notas Técnicas

Voltar para o topo


Informações Técnicas

Março de 2016 - Informação Técnica Nº 003/2016 Centro Tamar/ICMBio - 21/03/2016 (PDF, 2.1 MB)

Voltar para o topo


Expedição Navio Soloncy Moura

Voltar para o topo


Comitê Interfederativo - CIF

Documentos relacionados ao Comitê Interfederativo (CIF)

Voltar para o topo

registrado em:
Fim do conteúdo da página